Ajude a solucionar a escassez de talentos e a desigualdade de gênero em TI

mulhere tecnologia

 Os últimos meses foram agitados para quem acompanha as mulheres na área de tecnologia. Vimos Melinda Gates discutindo sobre a necessidade de melhorar a igualdade de gênero na ciência da computação e notícias recentes que indicam uma situação mais ampla: para as mulheres do setor, é um passo à frente, um passo atrás.

Se olharmos para o número de empresárias mulheres que estão deixando sua marca no cenário de tech, percebemos que estamos progredindo. No entanto, não é segredo que a área de TI continua sendo um espaço dominado por homens. As razões pelas quais isso acontece são frequentemente citadas no mercado.

O recorte de gênero em relação às carreiras começa na escola, quando as meninas são desencorajadas a cursar disciplinas em exatas e ciências e a considerar um futuro em tecnologia. Como a TI é ensinada durante este anos de formação também carrega certa responsabilidade, uma vez que pouco faz para engajar e despertar o interesse de ambos os gêneros.
Muitas mulheres que decidem seguir uma carreira neste setor, muitas vezes são orientadas a ocupar posições voltadas ao atendimento ao cliente, devido ao mito de que as mulheres têm melhores soft skills. A escassez de trabalhos flexíveis também pode ser uma barreira para muitas mulheres que possuem compromissos familiares.

No entanto, empresas por todo o mundo estão em busca de profissionais com competências em TI. Uma das carências mais graves que temos observado nos últimos cinco anos tem sido na área de desenvolvimento de software e web. E a baixa representatividade de mulheres na área também não ajuda a diminuir este gap de habilidades.

Então, o que você pode fazer para resolver isso e atrair profissionais mulheres para sua organização?

Contrate talentos que podem se desenvolver

Considere a contratação de candidatos que tenham potencial para atender aos requisitos de seu negócio, mesmo que precisem realizar algum treinamento na empresa. O tempo e os recursos necessários para moldar as habilidades de um funcionário podem ser, sem dúvidas, mais vantajosos para as empresas do que elas se disporem a uma busca sem fim para encontrar o talento perfeito, em um momento que existe uma escassez de competências no setor. Tal cultura também possibilitará que as mulheres com habilidades técnicas, mas que ocupam cargos de atendimento ao cliente, ganhem a experiência que precisam e passem a ocupar uma posição mais voltada à tecnologia.

Considere contratar pessoas interessadas em retomar a carreira

Para garantir que as mulheres sejam bem-vindas nesta indústria durante toda sua carreira, os negócios devem considerar os ‘returnships’. Os returnships servem para profissionais experientes, que fizeram longas pausas na carreira e querem voltar ao mercado de trabalho – em muitos casos, mulheres que fizeram pausas devido à licença maternidade ou para criar os filhos. São estágios profissionais que funcionam como uma ponte de volta para cargos de alto nível. Normalmente, contratos de curto prazo e returnships podem ajudar a profissional a atualizar seus conhecimentos, habilidades e experiências.

Assuma a liderança diante o trabalho flexível e remoto

Encontrar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional não é uma questão restrita à área de TI. No entanto, as empresas de tecnologia devem procurar se tornar líderes na revolução de trabalho flexível e remoto. Devido ao uso crescente de dispositivos móveis e acesso remoto ao trabalho, a produtividade dos pais que trabalham fora do horário de trabalho ‘normal’ precisa ser reconhecida. Na prática, a prioridade deve ser na entrega de trabalhos e projetos com alta qualidade, do que na entrega durante o horário comum de trabalho.

Esteja envolvido em iniciativas lideradas pela indústria

O aumento da diversidade de habilidades e de gênero no setor de TI dá suporte para a indústria se desenvolver como um todo. A indústria ser conhecida como ‘dominada por homens’ acaba prejudicando o seu potencial de atrair os melhores talentos de todos os gêneros. Nós temos a responsabilidade de combater este estereótipo e promover TI como a indústria dinâmica, interessante e receptiva que realmente é. Isso inclui valorizar as tantas mulheres que são role models, facilitar redes de mentoria dentro das empresas para as mulheres na indústria, e promover programas de estágio que garantam que jovens, incluindo mulheres, tenham contato ao mundo da tecnologia desde cedo.

A área de TI oferece excelentes oportunidades profissionais para homens e mulheres, e nós devemos trabalhar juntos para levar esta mensagem adiante. Durante este processo, nós ajudaremos a solucionar a grave escassez de competências e a criar culturas organizacionais mais diversas, interessantes e inovadoras.       

 

James Miligan

Director UK & Ireland, Hays

Fale Conosco

Siga a Hays nas redes sociais