Caminho de Navegação

HaysBr_Blog_Dicas_de_Carreira

Blog Dicas de Carreira
Confira as dicas e conselhos de carreira escritos por nossos especialistas.

Blogs

Como a solidão pode acabar com a produtividade do seu negócio

Enquanto temos mais alternativas do que nunca para nos conectarmos uns com os outros, a solidão no trabalho é uma dificuldade enfrentada por muitos colaboradores. Um estudo realizado pelo Future Workplaces inclusive mostrou que gerentes e colaboradores passam quase metade do dia se comunicando por meio da tecnologia, em vez de pessoalmente. Como então as empresas podem trabalhar para garantir que ninguém se sinta isolado?

O sentimento de pertencimento é uma das nossas necessidades mais básicas e primitivas, contudo o surgimento da era digital permitiu que os funcionários, mais do que nunca, se escondam atrás das telas de seus computadores e usem o e-mail como forma primária de comunicação. Mas será que isso está fazendo com que a solidão se torne mais presente do nunca?

 A professora Sigal Barsade, da Wharton School of Business, Universidade da Pensilvânia, diz que as pessoas podem se sentir tão solitárias em um escritório cheio de colegas, como trabalhando em casa cinco dias por semana. Barsade, co-autora do estudo Workplace Loneliness and Job Performance, comenta que um funcionário não precisa ter uma vasta rede de colegas para evitar que ele se sinta sozinho. Basta um colega de trabalho, com o qual a pessoa sinta que tem um vínculo, para combater a solidão.

No entanto, um dos principais problemas é que a solidão foi descoberta sendo algo que se auto reforça. “O paradoxo é que as pessoas solitárias geralmente são aquelas que parecem mais distantes e menos propensas a falar com os outros”, diz. Essencialmente, essa sensação de solidão e desapego tem um impacto direto na performance, no engajamento e no bem-estar. “Quanto maior a sensação de solidão, menor a performance e mais provável que o funcionário tire dias de folga por estar doente”, diz Barsade. “Os resultados também mostram que os colegas de trabalho podem perceber essa solidão e como ela prejudica a equipe.”

Ela explica que simplesmente compreender a solidão no trabalho já pode ser um problema significativo para muitos empregadores, mas é um dos primeiros passos para superá-lo. “Apenas ter uma conexão de qualidade com um colega ou seu gerente pode afastar a solidão, mas é preciso que o ambiente de trabalho e a cultura da empresa sejam adequados para promover isso”, observa ela. Garantir que trabalhadores remotos frequentem o escritório uma vez por semana e se mantenham atualizados sobre tudo o que está acontecendo também é importante.

Os profissionais de RH precisam reconhecer que a solidão não é um problema individual. "Eles devem considerar isso como um problema organizacional que precisa ser resolvido, tanto para o bem dos funcionários quanto para a organização", diz Barsade.

Momento de agir

Então, o que os empregadores podem fazer para combater a solidão? Para começar, eles devem criar um ambiente de trabalho inclusivo e acolhedor, diz Donna Miller, diretora de RH da Enterprise Holdings. "Trata-se de dar aos funcionários a liberdade de tomar decisões sobre o que funciona para eles – seja trabalhar em uma equipe agitada, em um ambiente mais calmo ou uma mistura dos dois", observa ela.

A empresa busca envolver os funcionários que trabalham em casa, aqueles que não estão no escritório todos os dias e os que têm formas de trabalho alternativas. “Nossa equipe de suporte ao negócio é composta principalmente de trabalhadores em domicílio”, diz Miller. “Embora dispersa por todo o país, a equipe realiza reuniões via Skype e as sessões de treinamento são realizadas por meio de uma plataforma online para aproximar os colegas”.

O fundamental é usar a tecnologia para fazer as pessoas se sentirem conectadas em vez de desconectadas, acrescenta. “Sempre tentamos convidar funcionários remotos para reuniões em dias diferentes a cada semana, para dar a cada membro da equipe a oportunidade de participar”.

"Combater a solidão significa priorizar o bem-estar dos funcionários", diz Miller. “Oferecemos programas de assistência que oferecem suporte adicional aos funcionários que preferem falar com alguém que não esteja diretamente ligado ao seu trabalho diário. Criamos canais internos, como nossos comitês de caridade, diversidade e bem-estar, que incentivam os funcionários a construir conexões e a interagir com os colegas. Esses grupos são extremamente importantes, pois permitem que os funcionários se envolvam em algo que é importante para eles, enquanto se reúnem com colegas de diferentes departamentos que compartilham interesses semelhantes.”

Em última análise, incluir pessoas para que se sintam engajadas e confortáveis no trabalho é uma prática diária que requer um esforço consciente e, assim evitar a solidão.

00

blog categoria

most popular blog

Blogs mais lidos

#1 Como responder a pergunta [Fale um pouco sobre você]
 
Entrevista | 6 min
 

#2 11 sinais que sua entrevista foi um sucesso
 
Entrevista | 9 min
 

#3 Como demonstrar interesse pela vaga em 6 passos
 
Entrevista | 7 min
 

Bsucar vagas

Em busca de uma nova oportunidade? Encontre aqui o seu emprego ou entre em contato com um de nossos consultores.